o eg.design

Av. Ataulfo de Paiva 135 / 917
Leblon · Rio de Janeiro · RJ
CEP 22440-030 · Brasil

T +55 21 2274-9247
F +55 21 2512-1791

O eg.design, criado por Evelyn Grumach em 1997, nasce com uma vasta experiência profissional, atestada pelos inúmeros projetos desenvolvidos desde 1971.

Atualmente conta com uma equipe e parceiros multidisciplinares, desenvolvendo projetos em um largo espectro temático e para várias segmentos da sociedade; da gráfica ambiental e sinalização de espaços, a logotipos, identidades corporativas e design editorial. As equipes são constituidas conforme as necessidades de cada projeto e de cada cliente, buscando a melhor estratégia para sua solução.

Entre seus projetos mais recentes estão a nova identidade visual para o Museu Casa do Pontal; as marca comemorativas do Centenário Portinari; da Light S.A. (fornecedora de energia elétrica do Rio de Janeiro), do Centro Coreográfico do Rio (centro de dança contemporênea da Prefeitura do Rio/RioArte), e a marca para o novo centro de artes ArteSesc. Desenvolveu inúmeros projetos para restaurantes como o Senac Bistrô, Ataulfo, Delight, Mostarda, e para lojas como Aviator, Oh, Boy!, ModaMania e Mercado Infantil. Para a área cultural, desenvolve projetos gráficos para teatro, espetáculos de ópera, dança e música, além de catálogos para exposições de arte. É do eg.design o projeto da exposição permanente Espaço Memória da Mangueira; assim como as exposições Portinari Pintor da Paz e a Sala Projeto Portinari na 26ª Bienal de São Paulo.

O eg.design foi premiado inúmeras vezes. Dentre elas, pelo símbolo da Prefeitura do Rio de Janeiro para a Conferência das Nações Unidas para o Meio-Ambiente (Rio 92). Em 1995, lhe foi conferido o Prêmio Internacional de Design Gráfico LAOS pelo Clube de Diretores de Arte de Barcelona, Espanha, pelo projeto da confeitaria The Bakers e recebeu o Troféu Crição Rio conferido pelo Clube de Criação do Rio de Janeiro. Em 1999, o Pêmio Aloísio Magalhães concedido pela Biblioteca Nacional pelo conjunto de seus projetos para capas de livros da Editora Civilização Brasileira. Em 2000, Evelyn Grumach foi escolhida uma das dez mais votadas designers brasileiras através de pesquisa efetuada pela revista Design Gáfico, São Paulo. Em 2006 participa da premiação RioFazDesign conferida à Fundação Roberto Marinho, com os projetos Tá na Roda, uma conversa sobre drogas e A Restauração da Igreja da Pampulha.

Atualmente, desenvolve projetos gráficos e capas de livros para as editoras Civilização Brasileira, Record, Bertrand, Objetiva, Nova Fronteira e Relume-Dumará. Entre outros, projetou o Catálogo Raisonné de Candido Portinari e os livros do Museu Casa do Pontal e do Paço Imperial, São seus, ainda, os projetos de Marginália e Ouvidor, a rua do Rio.

O eg.design teve trabalhos selecionados para divesas exposições, destacando-se a exposição Brazil Design: the intimacy of extremes, Designmai International Design Festival, realizada em Berlim, 2006. Em 2001, participou da exposição Singular e Plural, exposição inaugural do Instituto Tomie Ohtake, SP, e em 2000, participa da Mostra Ases da Capa, MIS Museu da Imagem e do Som, SP.

Teve trabalhos publicados nas revistas Print, Idea, Communication Arts, Design&Interiores, Projeto, Design Gráfico e Arc Design.